sábado

Dream is destiny

-
Eu já tenho tudo feito, nada daquilo vai me mover ao revés. Eles nem sabem que eu descobri a passagem que dava pro porão, e o que encontrei, isso eles nem imaginam. E engraçado é que nada mais me atinge enquanto eu olho pra baixo, uma certa ânsia passeia pelo meu corpo até minha boca, mas o gosto ruim é parte de só um disfarce, doce. Eu posso sentir as telhas tentarem me pisar, com a força de uma tempestade de idéias fajutas, enquanto as coloco em minha cobertura. Eu realmente sei que estou tendo um sonho luzente, e que meu pés podem sair do plano. O mais tocante é que eu sussurro no meu próprio ouvido e não me escuto, e meu semblante pagaria pra poder viver em um sonho, e jamais poderia imaginar que ele viria de repente, e de graça. O mais curioso é que tenho tudo conquistado, tudo pronto, e que agora penso em despertar. Imagino que despertar também seja um despertar de um sonho, e que lavar as mãos seja apenas as mover dentro de um espaço vão, o espaço da minha vontade de me libertar. No entanto, daqui de cima eu vejo todas as cores moverem-se de uma maneira diferente, até o vermelho dos meus lábios parece querer fugir com o vento que sopra minhas terminações. E aqui, aqui é tão úmido e frio que eu nem sei se é um pesadelo, meu corpo é frígido e é só um desenho da minha mente. Todos me procuram, estão atrás de mim aqui nessa junção, e eu escondido aqui, quem diria. Eles sentem a minha falta, quem diria! E eu aqui socando o tempo que corre dentro de mim, e não me deixa sair, soprando-me pra fora do meu inconsciente que me amarra e me prende.
Eu penso se quero me libertar daqui, e vejo que as sombras que me seguem são tão irreais quanto eu, elas não existem sem o sol, sem mim. Sei que sou só um rabisco no papel escrito na cabeça de quem me vê e me faz vivo. E quem me faz viver é só meu sonho, que vaga em mim e existe em si. Essa parte fez com que eu percebesse que por mais que eu tente, eu não paro de sonhar, ou que o sonho não para de me viver, e que os meus olhos não vêem nada, e só minha mente que já é meu corpo, vive em um sonho. E quem vive acorda de um sonho em que estava sonhando e acaba de acordar. Só me falta tentar achar a saída, ou melhor a entrada. Não buscando significado pra isso, só querendo descer daqui, ajudem-me, pois não sei como subi! Eles não me ouvem mais. Eu ando perdido, ouvindo o que me dizem e seguindo o que me segue, indo sem aspiração e sem fluxo contínuo, o ar quem respira é minha imaginação. Meus pensamentos controlam não só minhas atuações, como as atuações do mundo ao meu redor, do meu mundo ao meu redor. –‘ Escolha uma cor, escolha um número, outro número’. –‘O sonho é o destino’.
Eu tenho tudo feito, e ao mesmo tempo tudo errado, o engraçado é que eu me preocupo com isso, sendo que eu não deveria, se só eu vou poder me lembrar que o certo é errar. Eu vou tentar não me angustiar, e sei que o desespero é tão irreal quanto eu, eu e os personagens, mais os personagens que invejo são/sou eu. Onde estou/estão? Quem sou eu/eles?Quem mexeu/mexi no meu queijo? Mais eu/eles não como queijo!
As imagens são cores, as lembranças são imagens, as verdades são mentiras, os medos são sorrisos, a realidade é um sonho. As maiores atitudes são pequenas aventuras de um Peter pan que vaga dentro de uma casca que se cava e que tenta se abrir. Eu consigo sentir essa mistura mantida, de desejos contidos, lembranças, expectativas, da própria vida corrente que para no meu devaneio.
Quero acordar, eu definitivamente quero, mas não me deixam mais, se é que um dia eu acordei, ou adormeci.
Eu posso vê-los flutuar pra longe, seus pés saem do chão, sentindo que eu é quem vou. Imagine se eu imaginá-los voando, eu saberia bem quem realmente são, quem realmente sou. Eu não sei onde estou e se estou acordado, sentado, ou dormindo em pé. A viagem já acontece, mais o que eu mais quero mesmo é voltar dela, abrir os olhos, acordar, viver. Um, dois, três, Wake up! Eu já tenho tudo pronto.
­­
-
(inspirado no magnífico ' waking life')

5 comentários:

Ma. disse...

nunca vi esse filme "walking life"... aliás, é um filme? se for, fiquei com vontade de ver, pois o texto ficou bem interessante.

Sil disse...

Que coisa boa esse canto aqui.
Já sou visita constante.

Beijo pra ti.
Sil, a exausta.

Com nome ou sem... disse...

Acordar para um sonho... dormir para realidade.
Ops! é o contrário???
O que acontece não entendo!!!
Só sei que foi escrito por um artista de verdade....
Muito bom!!!

Ma. disse...

preciso comentar novamente para dizer que adooooro esse negócio que você coloca ali no fotolog com a sua foto e talz, e para perguntar, como se faz isso? HASUHASUIA
beeeijo menino!

thiago disse...

esse mlk é foda !

hahaha

parabéns rodrigo vc é um genio cara !

=)